quarta-feira, 22 de maio de 2013

Platônico, o melhor de todos


Gosto de amores assim, platônicos!
Eles fazem sofrer de uma forma doce!
E são só meus!
Íntimos!
Quietos!
Calados!
Bobos!
Vermelhos nas bochechas, vermelhos por dentro!
Chegam de mansinho e se vão da mesma maneira!
São gostosos!
Não machucam!
E o melhor de tudo: ninguém pode dizer que eles não foram reais!
Eles fazem o coração viajar em tantas direções!
Pra todos os melhores pensamentos!
São avassaladores!
Fazem confusão!
Nos tornam desajeitados e tímidos!
Confundem as palavras!
São adoráveis! E mesmo quando se vão continuam adoráveis!

Gosto de amores assim, de sentimento de criança!